Você Quer Entrar no Golpe do Dinheiro Fácil Sem Fazer NADA? Depois Não Fale Que Não Avisei!

Eu recebo tantos, mas tantos emails diariamente me convidado para esquemas FRAUDULENTOS (todos eles vindo do Brasil) que eu senti MESMO a necessidade de colocar este post.

A situação mais ridícula de todas, é de um indivíduo que por várias vezes tentou cometer vários crimes, o pior deles plágio contra o meu negócio que se intitula um MILIONÁRIO na Internet e que apela a todos para entrarem no negócio dele.

Segundo o responsável tem um cnpj, e faz disso a prova da legalidade do seu negócio, como se isso fosse algo que importasse para o assunto. Fraude é Fraude e se tem cnpj e tudo mais está dentro da lei isto só mostra a impunidade que se vive no Brasil.

É tão ridícula a situação deste indivíduo que se proclama MILIONÁRIO mostrando os seus barcos rápidos e computadores ainda com o plástico na tela (de tão novos) que chegou ao cúmulo de colocar um comentário no meu blog perguntando se podia comprar o meu Curso Premium às prestações. Engraçado ao ponto que isto chega.. se é um MILIONÁRIO porque precisa comprar às prestações?

Para os mais desatentos ou mal informados eu vou colocar aqui de uma vez por todas o que é um negócio em MMN legalizado e um negócio considerado fraudulento no que respeita aos negócios de marketing multinível que todos os dias você vê na Internet.

Em Portugal, o artigo sétimo do decreto-lei número 57/2008, de março, proíbe os esquemas em que “o consumidor dá a sua própria contribuição em troca da possibilidade de receber uma contrapartida que decorra essencialmente da entrada de outros consumidores no sistema”. No Brasil, não há regulamentação específica sobre o assunto.

No entanto, no Brasil a formação das correntes pode ser considerada crime de estelionato, previsto no artigo 171 do Código Penal. O Procurador Regional da República e professor de Direito Penal Rodolfo Tigre Maia, afirmou que, em sua opinião, a conduta caracteriza crime conforme descrito abaixo:

“Quem inicia a corrente comete estelionato, porque ela obtém vantagem econômica em cima das outras pessoas e sabe que o esquema está fadado ao fracasso. Já está provado matematicamente que é impossível isso dar certo”.

Para Tigre Maia, é importante diferenciar aquelas pessoas que entram no circuito com boa fé, pensando apenas em ganhar, daquelas que iniciam o processo e sabem que o esquema vai fracassar. O advogado Daniel Martins compartilha da mesma opinião. Segundo ele, a experiência comprova que a pirâmide vai estourar alguma hora:

“A pessoa obtém vantagem de alguém sem avisar que a pirâmide vai dar errado em algum momento, o que configura crime de estelionato.”

O Marketing Multinível (MMN) funciona recrutando pessoas para vender, divulgar ou consumir um produto. Recebe comissão em forma de bônus quem recruta pessoas para vender ou representar seus produtos, como seus “downlines” (ou “parceiros de negócio”). Pode ser exigido dos novos associados que paguem pelo treinamento/material de propaganda, ou que comprem uma grande quantidade dos produtos para o sistema que irão vender.

Se são vendedores ou divulgadores não pode ser piramide. Herbalife, Forever Living, Monavie e muitas outras são empresas sérias que faturam milhões no Brasil e no mundo.  Nos Estados Unidos, o Federal Trade Commission dá dicas para que membros em potencial de MMN possam identificar aqueles que parecem ser esquemas em pirâmide.

Caro leitor se você analisar bem tudo o que até agora escrevi, facilmente entende que um sistema que não seja um “esquema” para ganhar dinheiro rápido, tem obrigatoriamente produtos, você tem de ser obrigatoriamente um vendedor, divulgador ou consumidor desses produtos e pode eventualmente ter de pagar pelo material de propaganda e treinamento.

Se analisar o meu sistema de afiliados, ele integra-se exactamente em todos estes conceitos, até porque foi cuidadosamente estudado antes de entrar em vigor quanto à sua legalidade. Você tem produtos originais para consumir e/ou divulgar, tem material de treinamento e divulgação desses mesmos produtos pelo qual paga uma taxa anual e ganha uma comissão pela própria venda (25%) ou bônus de rede (até 50%).

Estamos aqui falando de PRODUTOS e ganhos que advém do consumo, venda ou divulgação da rede.

Por outro lado se você tem um negócio que NÃO PRECISA FAZER NADA entende-se que você ganha somente pelo ingresso de outras pessoas na rede e que, mesmo assim, você terá de fazer alguma coisa, porque ninguém vai cair do céu sem que alguém faça alguma coisa.

No dia em que alguém para de recrutar, pelo menos aquele que estava fazendo ALGUMA COISA, a rede cai e a pessoa que iniciou a rede, que sabia que isto ia acontecer mais cedo ou mais tarde, acaba cometendo o crime de estelionato e sofre as consequências de quem o colocar com um processo em cima e um bom advogado.

Espero que com isto, você entenda que se quer ganhar dinheiro pela Internet e fazer disso um negócio para a sua vida, tem de FAZER MUITA COISA, trabalhar arduamente todos os dias, aprender continuamente a todo o momento e deixar de ser o pastelão da vida esperando ganhar dinheiro SEM FAZER NADA.

Se você entende que para se fazer riqueza requer muito esforço e dedicação, acredite que as coisas começam mudando e você vai ter os seus momentos onde disfruta dessa riqueza e agradece a você mesmo por todo o esforço e dedicação que colocou no seu negócio.

* Esta matéria diz respeito a Portugal e Brasil, uma vez que outros países tem outras leis.

PS – Deixe o seu comentário…

Publicado recentemente nesta categoria..

About The Author

Jorge Salgado

Saiba um pouco sobre mim.. O meu nome é Jorge Salgado, estudei na Universidade do Minho em Portugal e me formei em Informática de Gestão. Sou especialista em Internet Marketing e com especial interesse em novas tecnologias. Sou o CEO de uma empresa de serviços voltados para a Internet com sede em SP no Brasil.